Componente para indústria de eletrônicos é alvo de rivalidade entre governos africanos

Por Franco Alencastro e Marcelle Bessa |

A demanda por tântalo continuará crescendo nos próximos anos a um ritmo anual médio de 5% no período 2020-2029, segundo a consultoria Roskill. Este crescimento é consequência da importância do minério para a indústria dos eletrônicos, onde é empregado na confecção de capacitores. Um dos grandes impulsionadores da demanda pelo produto será a fabricação de novos aparelhos de tecnologia 5G, que tendem a substituir os modelos atuais. Seu comércio é objeto, contudo, de preocupações internacionais sobre sua origem na República Democrática do Congo (RDC), sendo a extração controlada por grupos armados a serviço do governo de Ruanda, os quais travam um combate com o governo da RDC. O segundo maior produtor do minério é Ruanda, que não possui reservas significativas confirmadas.

Impactos em Segurança e Defesa: Existe, portanto, a forte possibilidade de que a alta demanda pelo tântalo, provocada pelo advento da tecnologia 5G, intensifique o conflito na RDC.

Indicador: Produção do mineral pelos países citados (500 toneladas foi a produção de tântalo de Ruanda em 2018, enquanto a RDC produziu 710 toneladas. Juntos, os dois países controlam 65% da produção mundial).

Fonte: ROSKILL. Tantalum: Outlook to 2029. 2020. 15a ed. Disponível em: https://roskill.com/market-report/tantalum/.


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Exército norte-americano trabalha no desenvolvimento de materiais autorregenerativos autônomos

Por Felipe Marques e Thiago Jacobino Honório | Pesquisadores do Exército dos Estados Unidos e da Texas A&M University juntaram esforços para a elaboração de um novo...

Acordo que removerá impasses entre Israel e os Emirados Árabes Unidos favorece os EUA

Por Antonella Ribeiro e Thiago Jacobino Honório | Segundo um oficial emiradense, o acordo para normalizar as relações do país árabe com Israel removerá qualquer...

Retração nos níveis de consumo reduz pegada ecológica da humanidade

Por Mayara Matos e Thauan Santos | O ritmo que a humanidade consome os recursos do planeta teve uma queda significativa no ano de 2020....

Detritos espaciais são rastreados pela primeira vez à luz do dia

Por Ana Clara Guinelle Teixedo e Caroline Colbert | Pesquisadores da Agência Espacial Europeia (ESA, em inglês) criam um novo método que possibilita que lasers...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome