Agentes de segurança detectam possível malware russo direcionado ao Linux

Por Walmor Cristino Leite Junior e Alan Oliveira de Sá |

O código malicioso, supostamente proveniente da Rússia, teria grande impacto no sistema operacional Linux, largamente utilizado em infraestruturas de rede por apresentar vantagens de segurança em relação a outros sistemas, como o Windows. O malware apresentou capacidades para permitir o acesso a arquivos e à manipulação remota dos computadores infectados. Além disso, considerando que o sistema alvo é predominante nas áreas de defesa e de cibersegurança, representa um grande risco estratégico. De acordo com organismos de inteligência americanos, a arma cibernética estaria relacionada ao Main Special Service Center, elemento que integra o sistema de inteligência russa.

Impacto em Segurança e Defesa: A importância estratégica das armas cibernéticas é cada vez mais evidente. Percebe-se que a possível utilização dessas ferramentas por Estados torna o espaço cibernético mais hostil e demanda uma maior atenção no que se refere responsabilização de autores de ataques.

Fonte: BING, C. NSA, FBI expose Russian intelligence hacking tool: report. Reuters, 13 ago. de 2020. Disponível em: https://www.reuters.com/article/us-usa-cyber-russia/nsa-fbi-expose-russian-intelligence-hacking-tool-report-idUSKCN2592HY 


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Artigo explora a relação histórica entre a guerra e o Estado

Por Thiago Jacobino Honório | O trabalho apresenta as raízes da formação dos dois fenômenos e sua relação a partir da Segunda Guerra Mundial (1939-1945)....

Coreia do Sul quer cooperação da Rússia em assuntos espaciais

Por Ana Carolina Castilho e Caroline Colbert | Coreia do Sul busca cooperação militar com a Rússia em meio à crescente ameaça na Península Coreana,...

Projeto espacial bilionário da Amazon indica tendência perigosa

Por Leandro Laranjeiras e Caroline Colbert | A Amazon recebeu permissão da Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FFC) para lançar 3.326 satélites em...

EUA investigam objetos aéreos não identificados contra possível espionagem

Por Pedro Martinez e Caroline Colbert | O Pentágono divulgou recentemente a criação da Força Tarefa para Fenômenos Aéreos Não Identificados (UAPTF, em inglês), que...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome