Artigo científico explica que combate terrestre ainda será relevante no futuro

Por Thiago Jacobino Honório |

Artigo recente afirma que, apesar do surgimento das novas tecnologias da informação e ciberespaço, recursos da era industrial, como os carros de combate pesado, ainda terão papel importante nos futuros conflitos. Mudanças de alto impacto permearão o horizonte próximo, como o emprego da guerra híbrida, a presença de novos atores e domínios cibernéticos. Tais elementos irão impactar diretamente no planejamento tático. Contudo, a guerra em terra ainda será extremamente relevante para os teatros de operações, pois, as novas tecnologias não serão capazes de eliminar o risco de embates e ameaças em solo.

Impacto em Segurança e Defesa: Antecipar o futuro da guerra terrestre é de vital importância para o planejamento de longo prazo, pois, facilita o processo decisório, reduz custos e otimiza o emprego estratégico.

Fonte: MAERZ, J. C. Can Information Displace Mass? Armour In The Future Operating Environment. Journal of Military and Strategic Studies, v. 20, n. 1, 2019. Disponível em: https://www.semanticscholar.org/paper/Can-Information-Displace-Mass-Armour-In-The-Future-Maerz/b18bbf930d6e05f8211d691fbe251d6232948d22

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

FAB usa modelo computacional para auxílio na tomada de decisão

Por Marcelo Andrade de Barros e Walmor Cristino Leite Junior | O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) desenvolveu o protótipo de um sistema...

Gamificação ajuda no treinamento organizacional sobre cibersegurança

Por Jéssica Leite dos Santos e Nathalie Torreão Serrão| Empresas e agências governamentais vêm empregando metodologia baseada em jogos para dirimir riscos de violação de...

Estados Unidos testam satélite capaz de produzir energia elétrica

Por Larissa Caroline Souza da Silva e Caroline Colbert | Um grupo de cientistas do exército dos Estados Unidos testou com sucesso um satélite, equipado...

Enfraquecimento da Corrente do Golfo é motivo de alerta

Por Samira Scoton e Daniel Vidal Pérez | A Corrente do Golfo (Atlantic Meridional Overturning Circulation – AMOC) atingiu seu nível menos intenso em mil...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome