Ataque cibernético contra empresa de energia expõe vulnerabilidades do setor

Por Lucas Pinheiro Fonseca e Walmor Cristino Leite Junior |

Sistemas da Light, empresa distribuidora de energia elétrica que opera no estado do Rio de Janeiro, foram alvo de uma investida cibernética que afetou 31 municípios. O ataque aconteceu em julho passado e foi baseado no sequestro de informações, modalidade que permite que o atacante obtenha acesso aos dados de interesse e interrompe a capacidade de leitura do proprietário original através de criptografia. Essa tática foi utilizada como ponto de partida para a solicitação de um resgate, em torno de 7 milhões de dólares, em troca da chave que permite a decriptação dos dados.

Impacto em Segurança e Defesa: Esse tipo de atividade representa um grande risco para a segurança cibernética do Estado brasileiro, pois é capaz de comprometer informações sensíveis sobre cidadãos e instituições. É importante destacar que o fato também demonstra a possibilidade de ataques a infraestruturas críticas fundamentais para o Estado.

Fonte: GUIMARÃES, C. Hackers invadem sistema da Light e pedem resgate de US$ 7 milhões. Veja Rio, 17 jun. 2020. Disponível em: https://vejario.abril.com.br/cidade/hackers-invadem-light-resgate/.


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Artigo explora a relação histórica entre a guerra e o Estado

Por Thiago Jacobino Honório | O trabalho apresenta as raízes da formação dos dois fenômenos e sua relação a partir da Segunda Guerra Mundial (1939-1945)....

Coreia do Sul quer cooperação da Rússia em assuntos espaciais

Por Ana Carolina Castilho e Caroline Colbert | Coreia do Sul busca cooperação militar com a Rússia em meio à crescente ameaça na Península Coreana,...

Projeto espacial bilionário da Amazon indica tendência perigosa

Por Leandro Laranjeiras e Caroline Colbert | A Amazon recebeu permissão da Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FFC) para lançar 3.326 satélites em...

EUA investigam objetos aéreos não identificados contra possível espionagem

Por Pedro Martinez e Caroline Colbert | O Pentágono divulgou recentemente a criação da Força Tarefa para Fenômenos Aéreos Não Identificados (UAPTF, em inglês), que...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome