Ataque de gafanhotos ameaça segurança alimentar mundial

Por Samira Scoton e Daniel Vidal Pérez |

Um surto de gafanhotos voltou a assolar a região da África Oriental e do Mar Vermelho. Acredita-se que as duas principais causas sejam a instabilidade sócio-política de vários países dessa região, o que afeta sua capacidade de monitoramento da formação dos enxames, combinada com condições climáticas favoráveis à reprodução descontrolada desse inseto. E, de certa forma, é o que se observa analogamente ocorrer na América do Sul. Os enxames de gafanhotos detectados no Paraguai migraram para a Argentina, podendo invadir o sul do Brasil. Se não houver um monitoramento concentrado e um esforço de controle transfronteiriço, os controles locais não serão capazes de impedir os surtos periódicos dessa praga.

Impactos em Segurança e Defesa: Os danos causados pela perda de extensas áreas cultivadas e de pastagens podem provocar uma situação de elevada insegurança alimentar, o que poderá potencializar os conflitos sociais e migrações regionais, dependendo da estabilidade política e econômica do país e da região.

Indicadores: Grandes enxames de gafanhotos, como os que estão ocorrendo agora, podem alimentar-se, em um único dia, da mesma quantidade de alimentos consumidos por 80 milhões de pessoas. E podem movimentar-se na velocidade aproximada de 150km/dia, migrando de um país a outro em poucas horas.

Fonte: MEYNARD, C.N.; LECOQ, M.; CHAPUIS, MARIE‐PIERRE; PIOU, C. On the relative role of climate change and management in the current desert locust outbreak in East Africa. Global Change Biology, v.26, n.7: 3753-3755. 2020. Disponível em: http://publications.cirad.fr/une_notice.php?dk=595820

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Turquia chegará à Lua até 2023

Por Caroline Colbert | O presidente turco Recep Tayyip Erdoğan anunciou no dia 9 de fevereiro um plano de programa espacial com duração de 10...

Degelo atual é compatível com os piores cenários previstos pelo IPCC

Por Victor Gaspar Filho e Thauan Santos | Estudo financiado pelo Conselho de Pesquisa Ambiental britânico constatou que a aceleração do degelo global é condizente...

Japão está desenvolvendo primeiro satélite de madeira do mundo

Por Leandro Laranjeiras e Caroline Colbert | Pesquisadores da universidade de Kyoto e da empresa Sumitomo Forestry iniciaram o projeto dos primeiros satélites do mundo...

Extremos climáticos marcaram o ano de 2020

Por Alice Castelani e Thauan Santos | O ano de 2020 foi marcado por extremos climáticos, evidenciando o agravamento do aquecimento global. 2020 registrou os...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome