Cenários mostram que EUA podem perder eventual guerra contra a China

Por Italo Poty |

De acordo com simulações e cenários elaborados pela Rand Corporation, uma think tank norte-americana, é possível que os Estados Unidos percam uma futura guerra contra a China na Ásia. Para além da possibilidade de os chineses ultrapassarem os norte-americanos no continente asiático em forças terrestres, navais, aéreas, espaciais e cibernéticas no prazo de cinco anos, a grande vantagem da China é geográfica. Os cenários de guerra se passam no teatro asiático, partindo de hipóteses como a tentativa da China de conquistar militarmente Taiwan ou as Ilhas Senkaku (objeto de disputa entre Japão e China). Assim, os EUA poderiam não ser capazes de defender seus aliados da Ásia.

Impacto em Segurança e Defesa: Os cenários elaborados podem indicar a tendência ao acirramento da tensão entre China e Estados Unidos, em termos de projeção geopolítica na Ásia, indo além da competição econômica e tecnológica que já vem provocando turbulência na relação sino-americana.

Indicadores: Quantidade de exercícios militares americanos no Mar do Sul da China; modernização tecnológico-militar das Forças Amadas chinesas; grande estratégia assertiva adotada pelo governo chinês desde 2013 (fenfa youwei – striving for achievements).

Fonte: GILSINAN, Kathy. How the U.S. Could Lose a War With China. The Atlantic, 25 jul 2019. Disponível em: https://www.theatlantic.com/politics/archive/2019/07/china-us-war/594793/.

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Turquia chegará à Lua até 2023

Por Caroline Colbert | O presidente turco Recep Tayyip Erdoğan anunciou no dia 9 de fevereiro um plano de programa espacial com duração de 10...

Degelo atual é compatível com os piores cenários previstos pelo IPCC

Por Victor Gaspar Filho e Thauan Santos | Estudo financiado pelo Conselho de Pesquisa Ambiental britânico constatou que a aceleração do degelo global é condizente...

Japão está desenvolvendo primeiro satélite de madeira do mundo

Por Leandro Laranjeiras e Caroline Colbert | Pesquisadores da universidade de Kyoto e da empresa Sumitomo Forestry iniciaram o projeto dos primeiros satélites do mundo...

Extremos climáticos marcaram o ano de 2020

Por Alice Castelani e Thauan Santos | O ano de 2020 foi marcado por extremos climáticos, evidenciando o agravamento do aquecimento global. 2020 registrou os...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome