C&T para Defesa da Austrália foca em processo de inovação colaborativo

Por Jéssica Leite dos Santos |

A Defence Science and Technology, agência do Departamento de Defesa australiano, lançou sua Estratégia para 2030, que interliga inovação, empresas de ciência e tecnologia (C&T) e desenvolvimento das capacidades de Defesa Nacional. Intitulada “More, together“, tem por objetivo focar em programas amplos de C&T sobre prioridades estratégicas de Defesa. Visa também aumentar escala através de parcerias internacionais e nacionais (empresas de C&T), e gerar impacto com processos simplificados de inovação. A publicação apresenta os STaR Shots (Science, Technology and Research Shots) no início de processo de inovação multissetorial, que são programas nacionais voltados a pesquisas e ações que gerem capacidade de responder a demandas de Defesa.

Impactos em Segurança e Defesa: A geração de tecnologia de Defesa liga-se, intrinsecamente, às capacidades estatais de projeção de poder e de atender a demandas de futuros possíveis. Além dos benefícios em estabelecer processos de inovação organizados e direcionados, incluir na dinâmica acima parceiros não-estatais e diversos pode torná-la menos morosa e aumentar seu potencial inovador.

Fonte: DEFENCE SCIENCE AND TECHNOLOGY. Defence Science and Technology Strategy 2030. Adelaide, 2020. Disponível em: https://www.dst.defence.gov.au/strategy/defence-science-and-technology-strategy-2030.

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Turquia chegará à Lua até 2023

Por Caroline Colbert | O presidente turco Recep Tayyip Erdoğan anunciou no dia 9 de fevereiro um plano de programa espacial com duração de 10...

Degelo atual é compatível com os piores cenários previstos pelo IPCC

Por Victor Gaspar Filho e Thauan Santos | Estudo financiado pelo Conselho de Pesquisa Ambiental britânico constatou que a aceleração do degelo global é condizente...

Japão está desenvolvendo primeiro satélite de madeira do mundo

Por Leandro Laranjeiras e Caroline Colbert | Pesquisadores da universidade de Kyoto e da empresa Sumitomo Forestry iniciaram o projeto dos primeiros satélites do mundo...

Extremos climáticos marcaram o ano de 2020

Por Alice Castelani e Thauan Santos | O ano de 2020 foi marcado por extremos climáticos, evidenciando o agravamento do aquecimento global. 2020 registrou os...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome