Cultivo de algas marinhas pode reduzir efeitos da mudança climática

Por Ana Carolina Dias Terra e Thauan Santos |

O cultivo marítimo na Ilha Pamban, Índia, pode contribuir para a segurança climática. A produção marítima pelas populações costeiras do país tem crescido consideravelmente. Dentre muitos benefícios, o principal é a capacidade de reduzir a emissão de gás carbônico no meio ambiente, que pode ocorrer de três formas: sedimentação do CO2 no fundo do mar, diminuição da emissão na agricultura pela utilização de bio-fertilizantes à base das algas e transformação das algas em biocombustíveis. Além disso, tal revolução azul pode minimizar a escassez alimentar na região. Apesar dos possíveis impactos negativos nos recifes, o cultivo marítimo gera um impacto socioeconômico positivo nas comunidades.

Impacto em Segurança e Defesa: O cultivo de algas em larga escala pode apontar para a redução das mudanças climáticas, que têm posto diversas formas de vida em risco. Tal iniciativa, contribui consideravelmente para o aumento da segurança climática. Além disso, a população da região costeira pode se beneficiar das atividades de produção e comercialização do recurso.

Fonte: MEENNAKSHI, J. The World’s fastest-growing source of food. BBC, 15 dez 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/future/article/20201215-seaweed-the-worlds-fastest-growing-source-of-food

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Confira o cronograma completo do evento

Confira aqui os participantes, horários e grupos de debates do evento, que acontecerá online nos dias 13 e 14 de maio de 2021. Horário Dia 13/05 Dia...

Exército dos EUA aprova planos para uma camada espacial tática

Por Rafael Esteves e Caroline Colbert | No dia 19 de abril de 2021, o exército dos Estados Unidos aprovou o desenvolvimento de um protótipo...

Estudo aponta dependência global da biodiversidade dos países em desenvolvimento

Por Alice Castelani and Daniel Vidal Pérez | Um estudo publicado por pesquisadores brasileiros na revista Science Advances apontou que os países com maior grau de desenvolvimento...

Primeiro satélite paraguaio monitora o desenvolvimento da doença de Chagas

Por Agatha Tomassoni Santos e Caroline Colbert | O primeiro satélite do Paraguai, chamado de Guaranisat-1, foi lançado a partir da Estação Espacial Internacional e...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome