DARPA prossegue com o projeto do trem marítimo autônomo

Por Ana Cláudia Ferreira e Thiago Jacobino Honório |

A Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa dos EUA (DARPA, sigla em inglês) está desenvolvendo o trem marítimo. O projeto consiste em um comboio de quatro navios não tripulados, de tamanho médio, para operações navais de longo alcance. A previsão é de que esteja disponível até 2023. O funcionamento se dará com os navios partindo separadamente do mesmo porto para, após 15 milhas náuticas (cerca de 28 Km), se encontrarem e se conectarem para formar um trem. A composição viajará pelo oceano sem reabastecer por até 6.500 milhas náuticas (cerca de 12 mil Km). Ao chegarem perto do destino comum, os navios se separarão e realizarão operações independentes, e só se reconectarão quando concluírem suas missões e retornarem ao porto de origem.

Impacto em Segurança e Defesa: A DARPA espera que, com o trem marítimo, a Marinha norte-americana consiga alcançar um grande avanço tecnológico-estratégico em atividades navais, onde haverá a evolução do seu trânsito transoceânico múltiplo e estendido em operações de longo alcance como, por exemplo, de vigilância e de guerra.

Fonte: STROUT, Nathan. All aboard the Sea Train! C4ISRNET, 1 jun. 2020. Disponível em: https://www.c4isrnet.com/unmanned/2020/06/01/all-aboard-the-sea-train/

 


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Exército norte-americano trabalha no desenvolvimento de materiais autorregenerativos autônomos

Por Felipe Marques e Thiago Jacobino Honório | Pesquisadores do Exército dos Estados Unidos e da Texas A&M University juntaram esforços para a elaboração de um novo...

Acordo que removerá impasses entre Israel e os Emirados Árabes Unidos favorece os EUA

Por Antonella Ribeiro e Thiago Jacobino Honório | Segundo um oficial emiradense, o acordo para normalizar as relações do país árabe com Israel removerá qualquer...

Retração nos níveis de consumo reduz pegada ecológica da humanidade

Por Mayara Matos e Thauan Santos | O ritmo que a humanidade consome os recursos do planeta teve uma queda significativa no ano de 2020....

Detritos espaciais são rastreados pela primeira vez à luz do dia

Por Ana Clara Guinelle Teixedo e Caroline Colbert | Pesquisadores da Agência Espacial Europeia (ESA, em inglês) criam um novo método que possibilita que lasers...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome