Detritos espaciais são rastreados pela primeira vez à luz do dia

Por Ana Clara Guinelle Teixedo e Caroline Colbert |

Pesquisadores da Agência Espacial Europeia (ESA, em inglês) criam um novo método que possibilita que lasers na Terra sejam utilizados para medir a posição de detritos espaciais durante todo o dia. Milhões de fragmentos de naves e foguetes viajam na órbita terrestre colocando em risco as missões espaciais, caso haja colisão com satélites. Por algum tempo, os lasers só podiam medir a distância destes detritos durante as horas em que sua estação na Terra estava na escuridão. A partir da combinação do uso de telescópios, detectores e filtros de luz em comprimentos de ondas específicos, foi possível aumentar o contraste destes objetos em relação ao céu diurno, revelando detritos que antes só podiam ser observados à noite.

Impacto em Segurança e Defesa: O método de detecção com laser à luz solar significa um grande avanço no rastreamento de detritos em órbita terrestre. Permite uma melhor proteção sobre a infraestrutura espacial ao aumentar o tempo disponível para que sejam feitas as devidas reações a fim de evitar colisões e manter naves e satélites seguros.

Fonte: THE EUROPEAN SPACE AGENCY. First laser detection of space debris in daylight. ESA, Safety & Security, 04 ago. 2020. Disponível em: https://www.esa.int/Safety_Security/Space_Debris/First_laser_detection_of_space_debris_in_daylight

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

FAB usa modelo computacional para auxílio na tomada de decisão

Por Marcelo Andrade de Barros e Walmor Cristino Leite Junior | O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) desenvolveu o protótipo de um sistema...

Gamificação ajuda no treinamento organizacional sobre cibersegurança

Por Jéssica Leite dos Santos e Nathalie Torreão Serrão| Empresas e agências governamentais vêm empregando metodologia baseada em jogos para dirimir riscos de violação de...

Estados Unidos testam satélite capaz de produzir energia elétrica

Por Larissa Caroline Souza da Silva e Caroline Colbert | Um grupo de cientistas do exército dos Estados Unidos testou com sucesso um satélite, equipado...

Enfraquecimento da Corrente do Golfo é motivo de alerta

Por Samira Scoton e Daniel Vidal Pérez | A Corrente do Golfo (Atlantic Meridional Overturning Circulation – AMOC) atingiu seu nível menos intenso em mil...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome