É urgente, para o Brasil, criar uma Estratégia Nacional de Biodefesa

Por Samira Scoton e Daniel Vidal Pérez |

É inadiável que o Brasil apresente uma Estratégia Nacional de Biodefesa. Doenças infecciosas emergentes são produtos tanto da globalização quanto das mudanças no uso da terra e do clima, e representam um desafio para a Biodefesa. Os cenários envolvidos incluem propagação natural, bioterrorismo, agroterrorismo e falhas de biossegurança em laboratórios. É fundamental que o Estado esteja preparado para identificar e agir proativamente nesse tipo de conjuntura. Dessa forma, há que melhorar os sistemas de prevenção, detecção precoce, alerta e resposta rápidos, além de resolver assuntos transversais, como gestão de pessoal (governança), política e regulação, gestão de informações (pesquisa, educação e divulgação).

Impactos em Segurança e Defesa: Ameaças biológicas causam distúrbios psicossociais, pois afetam a própria existência do ser humano. A necessidade de concentrar esforços para a contenção desse tipo de ameaça tem implicações econômicas e técnico-científicas, podendo afetar, em última instância, os campos político e militar, com múltiplas e sempre negativas consequências à segurança nacional.

Fonte: CURRIE, Chris P.; DENIGAN-MACAULEY, Mary. National Biodefense Strategy: Opportunities and Challenges with Early Implementation. United States. Government Accountability Office, 2020.

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Confira o cronograma completo do evento

Confira aqui os participantes, horários e grupos de debates do evento, que acontecerá online nos dias 13 e 14 de maio de 2021. Horário Dia 13/05 Dia...

Exército dos EUA aprova planos para uma camada espacial tática

Por Rafael Esteves e Caroline Colbert | No dia 19 de abril de 2021, o exército dos Estados Unidos aprovou o desenvolvimento de um protótipo...

Estudo aponta dependência global da biodiversidade dos países em desenvolvimento

Por Alice Castelani and Daniel Vidal Pérez | Um estudo publicado por pesquisadores brasileiros na revista Science Advances apontou que os países com maior grau de desenvolvimento...

Primeiro satélite paraguaio monitora o desenvolvimento da doença de Chagas

Por Agatha Tomassoni Santos e Caroline Colbert | O primeiro satélite do Paraguai, chamado de Guaranisat-1, foi lançado a partir da Estação Espacial Internacional e...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome