Empresa canadense pode mitigar vulnerabilidade dos Estados Unidos com a mineração de terras raras

Por Victor Gaspar Filho e Marcelle Bessa |

Foi descoberta na província canadense de Saskatchewan o que pode ser a reserva de segunda maior gradação internacional de terras-raras. A empresa local Appia Energy pretende iniciar a mineração e processamento para exportação ainda em 2020. Isto ocorre no âmbito da Canada-US Joint Action Plan on Critical Minerals Collaboration, programa dedicado à redução da dependência de importações de minerais críticos. Cerca de 80% das terras-raras utilizadas nos Estados Unidos são de procedência chinesa, configurando forte vulnerabilidade diante de seu competidor estratégico. O mercado de ímãs permanentes de terras-raras movimenta US$14 bilhões ao ano, envolvendo fundamentalmente os setores de eletrônicos, energia e defesa.

Impacto em segurança e defesa: O governo chinês manifestou a possibilidade de interromper exportações dos minerais para os Estados Unidos na hipótese de uma escalada de tensões. Sendo as terras-raras um grupo de 17 minerais essenciais à indústria de defesa, o governo estadunidense hoje articula um esforço interagências de forma a reduzir sua vulnerabilidade.

Indicador: A planta de processamento da Appia Energy é capaz de processar 2,000 toneladas de terras-raras ao ano, o que pode prover aproximadamente 15% do consumo anual estadunidense.

Fonte: STUTT, Amanda. Appia to drill at world’s 2nd richest rare earth prospect. Mining. 12 jun. 2020. Disponível em: https://www.mining.com/appia-to-drill-at-worlds-2nd-richest-rare-earth-prospect/

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Turquia chegará à Lua até 2023

Por Caroline Colbert | O presidente turco Recep Tayyip Erdoğan anunciou no dia 9 de fevereiro um plano de programa espacial com duração de 10...

Degelo atual é compatível com os piores cenários previstos pelo IPCC

Por Victor Gaspar Filho e Thauan Santos | Estudo financiado pelo Conselho de Pesquisa Ambiental britânico constatou que a aceleração do degelo global é condizente...

Japão está desenvolvendo primeiro satélite de madeira do mundo

Por Leandro Laranjeiras e Caroline Colbert | Pesquisadores da universidade de Kyoto e da empresa Sumitomo Forestry iniciaram o projeto dos primeiros satélites do mundo...

Extremos climáticos marcaram o ano de 2020

Por Alice Castelani e Thauan Santos | O ano de 2020 foi marcado por extremos climáticos, evidenciando o agravamento do aquecimento global. 2020 registrou os...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome