Empresa canadense pode mitigar vulnerabilidade dos Estados Unidos com a mineração de terras raras

Por Victor Gaspar Filho e Marcelle Bessa |

Foi descoberta na província canadense de Saskatchewan o que pode ser a reserva de segunda maior gradação internacional de terras-raras. A empresa local Appia Energy pretende iniciar a mineração e processamento para exportação ainda em 2020. Isto ocorre no âmbito da Canada-US Joint Action Plan on Critical Minerals Collaboration, programa dedicado à redução da dependência de importações de minerais críticos. Cerca de 80% das terras-raras utilizadas nos Estados Unidos são de procedência chinesa, configurando forte vulnerabilidade diante de seu competidor estratégico. O mercado de ímãs permanentes de terras-raras movimenta US$14 bilhões ao ano, envolvendo fundamentalmente os setores de eletrônicos, energia e defesa.

Impacto em segurança e defesa: O governo chinês manifestou a possibilidade de interromper exportações dos minerais para os Estados Unidos na hipótese de uma escalada de tensões. Sendo as terras-raras um grupo de 17 minerais essenciais à indústria de defesa, o governo estadunidense hoje articula um esforço interagências de forma a reduzir sua vulnerabilidade.

Indicador: A planta de processamento da Appia Energy é capaz de processar 2,000 toneladas de terras-raras ao ano, o que pode prover aproximadamente 15% do consumo anual estadunidense.

Fonte: STUTT, Amanda. Appia to drill at world’s 2nd richest rare earth prospect. Mining. 12 jun. 2020. Disponível em: https://www.mining.com/appia-to-drill-at-worlds-2nd-richest-rare-earth-prospect/


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Escassez e preços altos de recursos ameaçam recuperação econômica

Por Mayara Matos e Thuan Santos | Segundo estudo realizado pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), 62% das empresas reportaram que...

Parceria entre NASA e Soyus chega ao fim

Por Mariane Almeida e Caroline Colbert | Enviada à Estação Espacial Internacional em 14 de outubro, a espaçonave Soyuz MS-17 foi a última missão em...

Lançamento de foguete chinês à Lua promete alavancar cooperação internacional

Por Mariane Almeida e Caroline Colbert | Durante a 2020 China Space Conference ocorreu a apresentação do projeto de enviar à Lua um novo foguete chinês ainda...

Mercado de seguros empresariais demonstra preocupação com armas cibernéticas

Por Marcelo Andrade de Barros e Walmor Cristino Leite Junior | Um relatório da organização Strategic Cyber Ventures mostra um aumento significativo na incidência de...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome

pt Portuguese
X