Estudos indicam cenários de escassez de Boro

Por Nicole Torres e Thauan Santos |

O Boro é um mineral marcado como “não crítico” na literatura de escassez de reservas naturais. Porém, a imprecisão de suas reservas gera a necessidade de estudos sobre sua estimada quantidade. A busca por novas tecnologias e produtos alternativos que o utilizam aumenta mais e mais. Isso produz incerteza para a sustentabilidade do mineral. Os principais mercados que o utilizam são vidro, cerâmica, fertilizantes e detergentes. O preço e a intensidade da exploração desse bem, no cenário de rápida difusão, crescem. Poderia custar até US$17.400 dólares por tonelada, assim, os estudos documentaram que não atenderia à demanda, esgotando-se em 2061.

Impacto em Defesa e Segurança: O possível fim das reservas de boro, faria com que as indústrias voltassem a usar produtos ainda mais escassos e poluentes. Este fato geraria mais escassez, podendo levar a instabilidade de produtos necessários no dia a dia da humanidade. Também pode representar maior emissão de poluentes e retrocesso ambiental.

Fonte: MERMER, Cihan et al. Addressing potential resource scarcity for boron mineral: A system dynamics perspective. In: Journal of Cleaner Production. Amsterdam: Elsevier Ltd, 2020. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0959652620322393

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Confira o cronograma completo do evento

Confira aqui os participantes, horários e grupos de debates do evento, que acontecerá online nos dias 13 e 14 de maio de 2021. Horário Dia 13/05 Dia...

Exército dos EUA aprova planos para uma camada espacial tática

Por Rafael Esteves e Caroline Colbert | No dia 19 de abril de 2021, o exército dos Estados Unidos aprovou o desenvolvimento de um protótipo...

Estudo aponta dependência global da biodiversidade dos países em desenvolvimento

Por Alice Castelani and Daniel Vidal Pérez | Um estudo publicado por pesquisadores brasileiros na revista Science Advances apontou que os países com maior grau de desenvolvimento...

Primeiro satélite paraguaio monitora o desenvolvimento da doença de Chagas

Por Agatha Tomassoni Santos e Caroline Colbert | O primeiro satélite do Paraguai, chamado de Guaranisat-1, foi lançado a partir da Estação Espacial Internacional e...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome