Ferramenta do Google auxilia em estimativas da COVID-19

Por Carla Cristina Passos Cruz e Jéssica Leite dos Santos |

Estudo publicado pela American Gastroenterological Association em julho de 2020 mostrou que buscas realizadas no Google podem ajudar a estimar novos focos da COVID-19. Os pesquisadores “repetiram” uma pesquisa publicada na revista Nature há 11 anos que relacionou buscas no Google e incidência de gripe. Desta vez foi utilizada a ferramenta Google Trends, que mede a popularidade dos termos no espaço e tempo. Como palavras-chave de interesse considerou-se sintomas que tinham condições gastrointestinais associados ao novo coronavírus, como perdas do paladar e apetite, dor abdominal, diarreia e vômito. Devido a sua capacidade de captação de padrões e correlações temáticas, se combinada com outras ferramentas, ajuda a estimar a ocorrência de determinada doença ao longo do tempo, por volume de buscas.

Impacto em Segurança e Defesa: O uso do Google Trends associado a outras ferramentas contribui para a execução de pesquisas de futuro em áreas estratégicas de defesa e segurança, automatizando a etapa de levantamento de dados e informações conjunturais do passado e da atualidade. A possível antecipação de eventos, permite ações de mitigação e controle da COVID-19 e outras questões sensíveis.

Fonte: STALLER, K.; FLANAGEN, R.; AHMAD. I. Increased Internet Search Interest for GI Symptoms May Predict COVID-19 Cases in U.S. Hotspots. American Gastroenterological Association, 03 jul. 2020. Disponível em: https://www.cghjournal.org/article/S1542-3565(20)30922-8/fulltext.

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Turquia chegará à Lua até 2023

Por Caroline Colbert | O presidente turco Recep Tayyip Erdoğan anunciou no dia 9 de fevereiro um plano de programa espacial com duração de 10...

Degelo atual é compatível com os piores cenários previstos pelo IPCC

Por Victor Gaspar Filho e Thauan Santos | Estudo financiado pelo Conselho de Pesquisa Ambiental britânico constatou que a aceleração do degelo global é condizente...

Japão está desenvolvendo primeiro satélite de madeira do mundo

Por Leandro Laranjeiras e Caroline Colbert | Pesquisadores da universidade de Kyoto e da empresa Sumitomo Forestry iniciaram o projeto dos primeiros satélites do mundo...

Extremos climáticos marcaram o ano de 2020

Por Alice Castelani e Thauan Santos | O ano de 2020 foi marcado por extremos climáticos, evidenciando o agravamento do aquecimento global. 2020 registrou os...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome