Foguetes com propulsão nuclear são o futuro da exploração espacial

Por Caroline Colbert |

O uso de foguetes com propulsão nuclear pode gerar mais segurança e rapidez às missões tripuladas para a Lua e Marte. De acordo com Iain Boyd, professor de engenharia aeroespacial da Universidade de Colorado Boulder, California (EUA), a propulsão nuclear é mais eficiente e segura do que os atuais foguetes de combustão química, principalmente em relação ao ganho de velocidade. Quanto mais rápido for o deslocamento do foguete no espaço, mais chance tem de reduzir  a exposição à radiação. Além de  garantir um grande aumento no orçamento da NASA para desenvolver a propulsão térmica nuclear, o governo norte-americano emitiu um memorando em 2019 para redução da burocracia a fim de que as missões utilizem uma baixa quantidade de material nuclear.

Impacto em Segurança e Defesa: As viagens espaciais seriam facilitadas e encurtadas, além disso, as demais pesquisas científicas sobre o espaço profundo teriam resultados em um prazo menor do que na atualidade. Também causaria impactos consideráveis na militarização, pois favoreceria maior interação entre atores espaciais, aumentando as chances de conflitos.

Fonte: BOYD, Iain. To safely explore the solar system and beyond, spaceships need to go faster – nuclear-powered rockets may be the answer. The Conversation, 20 mai. 2020. Disponível em: https://theconversation.com/to-safely-explore-the-solar-system-and-beyond-spaceships-need-to-go-faster-nuclear-powered-rockets-may-be-the-answer-137967

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Confira o cronograma completo do evento

Confira aqui os participantes, horários e grupos de debates do evento, que acontecerá online nos dias 13 e 14 de maio de 2021. Horário Dia 13/05 Dia...

Exército dos EUA aprova planos para uma camada espacial tática

Por Rafael Esteves e Caroline Colbert | No dia 19 de abril de 2021, o exército dos Estados Unidos aprovou o desenvolvimento de um protótipo...

Estudo aponta dependência global da biodiversidade dos países em desenvolvimento

Por Alice Castelani and Daniel Vidal Pérez | Um estudo publicado por pesquisadores brasileiros na revista Science Advances apontou que os países com maior grau de desenvolvimento...

Primeiro satélite paraguaio monitora o desenvolvimento da doença de Chagas

Por Agatha Tomassoni Santos e Caroline Colbert | O primeiro satélite do Paraguai, chamado de Guaranisat-1, foi lançado a partir da Estação Espacial Internacional e...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome