Fórum Econômico Mundial alerta para escassez de alimentos e aumento da fome global

Por Mayara Matos e Marcelle Bessa |

Segundo o Fórum Econômico Mundial (FEM), existem hoje cerca de 60 milhões a mais de pessoas desnutridas em comparação a 2014. A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura aponta que, entre 2018 e 2019, este número aumentou em 10 milhões, sendo a Ásia o principal foco do problema. É reportado que tal crescimento está vinculado à dependência em alimentos advindos do exterior, fator que contribui para o aumento dos preços e a escassez alimentícia. Este cenário de escassez é agravado frente à atual pandemia de Covid-19, haja vista a existência de restrições a exportações de alimentos.

Impactos em Segurança e Defesa: A alimentação é essencial para manutenção da saúde e bem-estar humano, sendo um dos pilares da noção de segurança humana. Dessa maneira, podemos concluir que o desabastecimento, alta nos preços e consequente escassez alimentícia não só funciona como agravante a insegurança alimentar, mas afeta diretamente a seguridade da vida humana.

Indicadores: Aproximadamente 690 milhões de pessoas no mundo estavam desnutridas em 2019, valor que corresponde a 8,9% da população mundial. Tal cenário pode exceder 840 milhões até 2030, se a tendência atual continuar. Retrações econômicas e eventos climáticos extremos contribuem para a situação, distanciando a meta de fome zero até 2030.

Fonte: KRETCHMER, Harry. Global hunger fell for decades, but it’s rising again. WORLD ECONOMIC FORUM, 23 jul. 2020. Disponível em: https://www.weforum.org/agenda/2020/07/global-hunger-rising-food-agriculture-organization-report/

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Turquia chegará à Lua até 2023

Por Caroline Colbert | O presidente turco Recep Tayyip Erdoğan anunciou no dia 9 de fevereiro um plano de programa espacial com duração de 10...

Degelo atual é compatível com os piores cenários previstos pelo IPCC

Por Victor Gaspar Filho e Thauan Santos | Estudo financiado pelo Conselho de Pesquisa Ambiental britânico constatou que a aceleração do degelo global é condizente...

Japão está desenvolvendo primeiro satélite de madeira do mundo

Por Leandro Laranjeiras e Caroline Colbert | Pesquisadores da universidade de Kyoto e da empresa Sumitomo Forestry iniciaram o projeto dos primeiros satélites do mundo...

Extremos climáticos marcaram o ano de 2020

Por Alice Castelani e Thauan Santos | O ano de 2020 foi marcado por extremos climáticos, evidenciando o agravamento do aquecimento global. 2020 registrou os...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome