Implante com Inteligência Artificial vai ajudar a restaurar função cerebral

Por Marcelo Andrade de Barros e Giselli Nichols |

Em até um ano, cérebros humanos já poderão ter implantes neurais desenvolvidos com Inteligência Artificial (IA). A promessa é da Neuralink, de Elon Musk, fundador da SpaceX e da Tesla Motors. A atual fase da pesquisa foca no uso da IA para restaurar funcionalidades perdidas do cérebro, como, por exemplo, memórias de pessoas com Alzheimer, criando uma simbiose entre homem e máquina. Segundo as pesquisas, os eletrodos flexíveis, com 2,5cm de diâmetro, serão inseridos com aplicação de lasers, apresentando baixo risco de rejeição pelo organismo.

Impacto na Segurança de Defesa: Com o avanço da tecnologia, os implantes poderão ser usados para aprendizados estratégicos de missões pelas Forças Armadas. Ao permitir o monitoramento cerebral, o dispositivo fornece aos cientistas uma imagem de alta resolução da atividade do cérebro ajudando também na adaptação de terapias de longo prazo para uma variedade de distúrbios neurológicos.

TANGERMANN, Victor. Elon Musk: Neuralink Will Do Human Brain Implant in Less Than a Year. Futurism.com. 07 mai. 2020. Disponível em: https://futurism.com/elon-musk-neuralink-human-brain-implant.

Últimos Artigos

Pirataria no litoral nigeriano ameaça cadeias de suprimento de petróleo

Por Antônio Pedro Lima e Marcelle Bessa | Grupos de piratas estão se expandindo na África Ocidental, principalmente no litoral da Nigéria, ameaçando o armazenamento...

Impactos da Covid-19 mudam cenário da indústria espacial privada

Por Pedro Martinez e Caroline Colbert | O avanço em escala global da COVID-19 está impactando seriamente as empresas do setor espacial. Companhias grandes e...

Crimes ambientais financiam grupos armados transnacionais

Por Alice Castelani e Marcelle Bessa | A exploração e contrabando ilegal de ouro e petróleo superam setores tradicionais de financiamento de grupos armados transnacionais,...

Avanços na manipulação do grafeno podem revolucionar setor tecnológico

Por Thiago Jacobino Honório | Recentes avanços possibilitaram a criação das primeiras baterias de grafeno.  Seu emprego pode revolucionar do mais simples objeto, devido a...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome