Novos casos de arenavírus nas Américas acendem alerta global

Por Diego L. S. Navia e Daniel Vidal Pérez |

Os Arenavírus possuem uma taxa de mortalidade que pode chegar a 30%, sendo um dos gêneros de vírus causadores das Febres Hemorrágicas Virais (FHV). FHV associadas ao Arenavírus são doenças zoonóticas, com humanos agindo como hospedeiros acidentais. Na América do Sul os últimos casos foram do tipo Chapare, na Bolívia, sempre fatais. No estado de São Paulo, em janeiro de 2020, foi registrado um novo caso, que terminou em óbito e que apresentou 90% de similaridade com o tipo Sabiá. Roedores são os hospedeiros que podem transmitir esse vírus por toda a vida através de excreções, incluindo urina, saliva e secreções respiratórias.

Impactos em segurança e defesa: O Arenavírus é de notificação compulsória devido à alta letalidade, mas a eliminação de seu hospedeiro é quase impossível. Não existem vacinas conhecidas ao tipo Sabiá e Chapare ou tratamento específico. Essa é uma situação que exemplifica a importância de sistemas de vigilância para garantir a Biodefesa do país.

Fonte: SPICKLER, A. Febres Hemorrágicas por Arenavírus. Iowa State University, 2020. Disponível em: http://www.cfsph.iastate.edu/Factsheets/pt/viral-hemorrhagic-fever-arenavirus-PT.pdf

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

FAB usa modelo computacional para auxílio na tomada de decisão

Por Marcelo Andrade de Barros e Walmor Cristino Leite Junior | O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) desenvolveu o protótipo de um sistema...

Gamificação ajuda no treinamento organizacional sobre cibersegurança

Por Jéssica Leite dos Santos e Nathalie Torreão Serrão| Empresas e agências governamentais vêm empregando metodologia baseada em jogos para dirimir riscos de violação de...

Estados Unidos testam satélite capaz de produzir energia elétrica

Por Larissa Caroline Souza da Silva e Caroline Colbert | Um grupo de cientistas do exército dos Estados Unidos testou com sucesso um satélite, equipado...

Enfraquecimento da Corrente do Golfo é motivo de alerta

Por Samira Scoton e Daniel Vidal Pérez | A Corrente do Golfo (Atlantic Meridional Overturning Circulation – AMOC) atingiu seu nível menos intenso em mil...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome