Reino Unido terá a maior bateria de ar líquido no mundo

Por Dominique Marques e Thauan Santos |

O Reino Unido anunciou que terá a maior bateria de ar líquido no mundo, capaz de abastecer até 200 mil residências por até cinco horas. O sistema funciona de forma a comprimir o ar tornando-o líquido, criando, assim, capacidade de armazenar energia por muitas semanas e evitando desperdícios. Por vezes, picos de produção de modelos sustentáveis, como as energias eólica e solar, não correspondem à demanda máxima e, portanto, eventuais excessos de produtividade não podem, normalmente, ser armazenados. Esta inovação está sendo desenvolvida pela empresa Highview Power e será sediada em Manchester, com previsão de funcionamento para 2022.

Impacto em Segurança e Defesa: A Europa carece de abastecimento energético tendo que importar, majoritariamente, este recurso. Assim, investimentos em inovações como esta é uma prioridade de segurança no continente e podem, ainda que aos poucos, contribuir para transformar o cenário geopolítico regional, que tem nesta questão um de seus pilares securitários.

Fonte: CARRINGTON, Damian. The Guardian, 21 jul. 2020. Disponível em: https://www.theguardian.com/environment/2020/jun/18/worlds-biggest-liquid-air-battery-starts-construction-in-uk

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

Confira o cronograma completo do evento

Confira aqui os participantes, horários e grupos de debates do evento, que acontecerá online nos dias 13 e 14 de maio de 2021. Horário Dia 13/05 Dia...

Exército dos EUA aprova planos para uma camada espacial tática

Por Rafael Esteves e Caroline Colbert | No dia 19 de abril de 2021, o exército dos Estados Unidos aprovou o desenvolvimento de um protótipo...

Estudo aponta dependência global da biodiversidade dos países em desenvolvimento

Por Alice Castelani and Daniel Vidal Pérez | Um estudo publicado por pesquisadores brasileiros na revista Science Advances apontou que os países com maior grau de desenvolvimento...

Primeiro satélite paraguaio monitora o desenvolvimento da doença de Chagas

Por Agatha Tomassoni Santos e Caroline Colbert | O primeiro satélite do Paraguai, chamado de Guaranisat-1, foi lançado a partir da Estação Espacial Internacional e...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome