Rússia planeja enviar três missões para a lua até 2025 para mapear superfície

Por Larissa Caroline Souza da Silva e Caroline Colbert |

Em abril desse ano, o Kremlin anunciou através de seu site oficial que pretende retornar com as missões lunares de onde o programa espacial soviético foi interrompido. Essa nova ida da Rússia à Lua poderia ocasionar uma outra corrida espacial entre as grandes potências visto que China e Estados Unidos também desenvolvem atualmente projetos para os próximos anos nessa área. No caso russo, a ideia inicial do governo é enviar três missões até 2025, utilizando o mesmo processo de aterrissagem da época soviética, com os objetivos de mapear a superfície, coletar informações sobre rochas, poeira e solo lunar.

Impacto em Segurança e Defesa: Esse retorno russo a Lua deverá impactar na disputa espacial entre as grandes potências, principalmente se as missões resultarem na exploração de recursos naturais do solo lunar e na instalação de bases pela Rússia.

Fonte: BARTELS, Meghan. Russia wants to land 3 next-generation Luna spacecraft on the moon by 2025. Space, New York, 09 mai 2020. Disponível em:  https://www.space.com/luna-russian-moon-lander-program-2020s.html.

Google News


Assine nossa Newsletter


Receba mensalmente o Informativo RADAR em seu e-mail

Últimos Artigos

FAB usa modelo computacional para auxílio na tomada de decisão

Por Marcelo Andrade de Barros e Walmor Cristino Leite Junior | O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) desenvolveu o protótipo de um sistema...

Gamificação ajuda no treinamento organizacional sobre cibersegurança

Por Jéssica Leite dos Santos e Nathalie Torreão Serrão| Empresas e agências governamentais vêm empregando metodologia baseada em jogos para dirimir riscos de violação de...

Estados Unidos testam satélite capaz de produzir energia elétrica

Por Larissa Caroline Souza da Silva e Caroline Colbert | Um grupo de cientistas do exército dos Estados Unidos testou com sucesso um satélite, equipado...

Enfraquecimento da Corrente do Golfo é motivo de alerta

Por Samira Scoton e Daniel Vidal Pérez | A Corrente do Golfo (Atlantic Meridional Overturning Circulation – AMOC) atingiu seu nível menos intenso em mil...

Artigos relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Favor informar seu comentário
Favor informar seu nome